Basta

Colunistas

Basta

A Câmara de Vereadores foi palco para uma baita reunião que cobrou da Brigada Militar e do Poder Executivo ações ára cpmter a baderna que ocorre à noite na Rua Richuelo, no centro da cidade. A mobilização conta com o apoio dos moradores que reclamam da venda de bebida a menores de idade, consumo de drogas e som alto. É uma rave ao ar livre, não inibida nem pelo frio de renguear cusco que teve nos últimos dias. O tal decreto do Executivo, que impõem restrições de horários em função da pandemia, deverá ser remodelado para desfazer junções desnecessárias, que, aliás, volta e meia ocorrem quando uma distribuidora de bebida está na moda.

Caso de Polícia

Quando o assunto é bagunça na rua, a Brigada Militar, capenga pelo baixo efetivo, conta com o auxílio da Prefeitura e da Câmara de Vereadores para não deixar a coisa descambar. São muito valorizas as polícias, tanto a BM quanto a Polícia Civil, e é fundamental que todas as energias sejam aplicadas para que – regionalmente – São Sepé consiga ampliar seu efetivo. Sem gente habilitada para coibir, nem que seja à força, a cidade terá dificuldade de impedir que ocorra excesso no que se refere à permanência de pessoas em espaços públicos e a aglomeração de gente desrespeitando normas e decretos do município.

Capitão

O capitão da equipe do Poder Executivo é o vereador Tavinho Gazen, do PDT. Experiente e conhecedor, Tavinho se vira do jeito que pode para que o Governo Municipal tenha suporte do Poder Legislativo em suas ações. Bem verdade, ter um líder do governo da estatura do vereador Tavinho é uma benção, principalmente para uma administração formada, em sua maioria, por jovens que ainda não tem a tarimba da política.

Candidatos

Pelo menos nas últimas duas décadas, as maiores lideranças políticas da fronteira oeste do Rio Grande do Sul são o Senador Luis Carlos Heinze, do PP, e o prefeito de São Gabriel, do PL. Ambos são ligados ao setor primário, um foi deputado estadual, outro federal. Ambos foram prefeitos, Rossano com uma experiência maior no Executivo, já que governou (e governa) São Gabriel há cinco mandatos. Parecidos na jornada política, a novidade da semana é que tanto Heinze quanto Rossano foram chamados por seus partidos para concorrerem a governador em 2022. Bom para a região.

Perdeu o prazo

A mineradora Nossa Senhora do Carmo, que quer construir uma carvoeira no São Rafael, se atrapalhou nos papéis e perdeu o prazo da FEPAM para dar seqüência ao licenciamento do seu empreendimento. Portanto, foi por água abaixo todo o trabalho motivado pelo então prefeito Léo Girardello em 2019, que foi até Criciúma para que a empresa voltasse suas atenções para São Sepé. A mobilização da comunidade sepeense contra o carvão, que gerou repercussão internacional, contou agora com a patetice dos técnicos da mineradora catarinense que se atrapalharam em protocolar os documentos na data correta.

Já iniciou mal

Uma pergunta que não quer calar: uma empresa que se apresenta como super boa na técnica, poderia ter mais atenção na hora de colocar meia dúzia de papéis em um envelope e entregar no balcão do departamento ambiental. Se não consegue fazer sequer isso com capricho, será que conseguiria extrair carvão delicadamente e não poluir o meio ambiente?

Nenhuma Casa Sem Banheiro

O ingresso de São Sepé no programa estadual “Nenhuma Casa sem Banheiro” não deu certo porque consta no site do IBGE que o município não tem nenhuma casa sem banheiro. Isso mesmo. O levantamento do Censo de 2010 foi falho nesse sentido. Uma correção está sendo organizada pelos técnicos do Escritório da Cidadania, que deve possibilitar a inscrição do município para receber recursos do Governo do Estado.

 1,040 Visualizações,  2 Hoje

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *