Catalisador de gases

Colunistas Geral

Com o aprimoramento das novas leis de proteção do meio ambiente, os catalisadores de gases dos veículos são muito importantes. Além de ser equipamento de uso obrigatório, previsto no art. 230 IX do Código de Trânsito Brasileiro, o catalisador é muito importante e responsável por transformar os gases tóxicos do motor em gases aceitáveis de tolerância da saúde do ser humano. O catalisador é equipamento obrigatório em todos os veículos desde o ano de 1992 em todo o Brasil.
Os catalisadores de gases originais, são fabricados e comercializados com o selo de garantias do INMETRO, mas o grande problema é a comercialização destes equipamentos similares e muitas vezes sem procedência. O funcionamento do catalisador é simples, ele atua com muita precisão sobre as três substâncias tóxicas como: O óxido de nitrogênio, monóxido de carbono e o hidrocarboneto, que entram no catalisador e são filtrados pelo conversor composto por paládio e molibdênio, que os converte em vapor de água e gases não tóxicos ao meio ambiente, como gás carbônico e nitrogênio.
No caso do catalisador, em motores flex. usa-se três vias compostas por materiais nobres, ou seja, com três reações de conversão que são: Conversão de moléculas de CO (monóxido de carbono, tóxico ao ser humano em CO2) Conversão de molécula de hidrocarbonetos HC (Combustível parcialmente queimado) em CO2, dióxido de carbono e H2O.
Para dificultar as falsificações, o catalisador original é comercializado com a certificação do INMETRO e na carcaça do equipamento é obrigatório ter o gravame em relevo do próprio Instituto. As demais peças intermediárias de ligações, não precisam ter a certificação. É importante que os proprietários de veículos tenham esses conhecimentos e essa responsabilidade com as normas de proteção do meio ambiente.
Enquanto não mudar definitivamente o atual tipo de matriz energética dos veículos movidos a combustão (petróleo) é muito importante o controle dos gases poluentes que são colocados na atmosfera do planeta. Não dá para negar que algumas ações importantes em diversos países já vêm sendo anunciadas, inclusive no Brasil, com alternativas de novas matrizes, como o biodiesel e a fabricação de veículos elétricos.
Depois dos primeiros sinais de desequilíbrio no meio ambiente, parece que a preocupação e o reconhecimento desse grande perigo de comprometer as gerações do presente e do futuro, já é uma realidade que merece destaque mundial.

 409 Visualizações,  13 Hoje

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *